LFBR

The Good, The Bad and... The... Reaper?

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Relembrando a primeira mensagem :





Aventura

Aqui ocorrerá a aventura dos Caçadores Hinata Solaire, Azumi Taiga e Raegar Godheim, a qual não possui narrador definido.

DEV.Reme
DEV.Reme
1.000
Localização : Seul

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________



The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 TBO2FBd





Combate § Status - Hp: 3000/3000 - SP:240/240



O primeiro lugar do anuncio parecia bem interessante, na real eu teria vontade de até sugerir de passar lá mais tarde se isso não fosse vergonhoso pra caralho mas… Quem sabe, Dungeons podem despertar coisas novas nas pessoas, tivar uma coragem insana ou algo do tipo, eu ainda tava meio puta pela criança vindo meter uma de chamar a gente de otaku ou coisa do tipo, mas…. Foco Hinata, contas… É, dinheiro é necessário para não querer quebrar o dente de vizinho desgraçado.

No metro pelo menos eu gostava de como Azumi se apoiava em mim, era algo idiota pra caramba mas, os centimetros de diferença que me ajudavam a segurar na barra eram abençoados, dava uma sensação maneira tipo… Tu ser meio que o ponto de segurança… Sei lá, não sei explicar mas… Uma coisa que havia surpreendido certamente foi quando chegamos no lugar. E…. CARALHO eu estava certa?Quero dizer, é claro que eu estava certa! Como pude ter dúvida da minha grande capacidade para adivinhar  sobre encontros aleatórios? No fim, aqueles animes até davam umas dicas maneiras, Azumi tinha razão nisso provavelmente.

Com esse pensamento em mente, talvez ainda impressionada por ter sido a última coisa que eu li, enquanto eu olhava aquela espada maravilhosa  eu só pensava que se tivesse um cara de cabelo branco ali, eu ja falaria pra ele ficar na dele que sacrifício é o soco que eu vou dar na cara dele se ele vier de graça. Mas uma coisa eu tinha que admitir, porra… Como eu queria ter dinheiro aquela espada era tão bonita quanto… Sei lá, quanto alguma coisa bonita, olharia pro lado e só pensaria… Ok, não é pra tanto pra comparar mas… Gelinho… Eu queria de verdade… Suspirava, enquanto vendo que provavelmente havia um desejo similar ao meu lado eu teria dito - Quando a situação melhorar, eu vou fazer uma ainda melhor que essa ai.- teria falado da espada, não desdenhando da ruiva bonitona que… Caraca viu, que vista que era de costas.


 

Era o meu jeito de a animar mas, também de me animar porque… Gelinho… Eu queria mesmo… Mas, positividade, não vai ser uma simples loja que vai me superar, com uma determinação hercúlea eu travei um grande objetivo na cabeça, faria uma arma tão superior a aquela para Azumi que ela nunca mais olharia para arma de outro ferreiro com inveja… Pow, desafio digno de um shounen não é? Eu pensava enquanto caminhava me auto-afirmando mentalmente.

Lá teriam armas de qualidade bem discutível mas.. Teria uma arma que logo teria chamado a minha atenção, era bruta, pesada pouco equilibrada, o fio não era dos melhores mas, se  a milf vendesse umas pedras de amolar, era capaz de eu ajeitar isso por conta, ou pelo menos melhorar a situação. Pegaria em seu cabo e sentiria o peso com apenas uma das mãos, logo a descansando sobre as costas em uma postura bem fodona. - Vai essa mesmo… Hestia né? Tem uma pedra de amolar pra eu dar uma corrigida nesse fio zoado no caminho não? Se tiver, vou levar também.- Eu estava muito animada para usar da espada mas, também olhava para o que a minha kunoichi tava lá olhando e pow… Realmente Hepeitos trabalha com mais carinho em espadas pequenas que nas maiores, que desperdício… Ainda assim, armas menores combinavam com o visual da Azumi então… Era satisfatório de algum jeito. Querendo ou não mesmo pagando,  ao retirar  e contar o dinheiro que eu usaria ali pra pagar também, dava um aperto no peito pensando que… Realmente precisavamos de mais dinheiro.


- Eu curti, vai ser divertido, vamos lá? Na real eu nem sabia muito pra onde ir, mas vendo que Azumi estava em transe, eu só teria na verdade abaixado a minha postura, ficando a frente dela,  com uma das mãos no queixo, enquanto a espada estava apoiada nas costas, segurada por outra, em uma posição bem maloqueira mesmo, tanto aproveitando a vista, quando esperando quanto tempo ela demoraria dessa vez pra sair do transe… Era uma aposta mental que as vezes era divertida de fazer. Até que quando ela ajeitou e me deu um sorriso, eu só ergueria a minha postura, com cuidado para não esbarrar em nada, cara que sorriso forte, ta doido, já deu até aquela acelerada no peito, cof… Bem, era maneiro que ela perguntava sobre o uso da forja, poderia ser util no futuro. Mas minha indignação viria quando ela falava Hephaistos, ainda não havia me caido a ficha de que o nome era aquele. - ehhhhhhhh, é Hephaistos o nome? Porquê você não me corrigiu antes? E  se eu chamo a mulher de Hepeitos?- Eu expressava em uma  indignação plena e claramente super audível.

Eu teria ssuspirado e passado a mão por detrás do pescoço da morena  a colocando pra perto - Só não te  dou uma por essa porque…  Foi engraçado imaginar a reação dela mas pow… Eu realmente achei que era o nome da tia mesmo, tu viu o tamanho da influência dela?- Teria dito a soltando, sempre tomando cuidado pra não machucar ela, dado o espadão que eu tava comigo e tal, claro isso acompanhando onde quer que ela tivesse, sem pudor algum. Sua reação no entanto? Me teria feito pensar em coisas super erradas… Na real vai tomar no cu, eram certas pra caralho, eu só não podia fazer elas… Ainda, onde com um rubor eu teria respondido quase que como um pensar alto Mas pow, te falar que eu prefiro muito mais sua influência, é muito melhor e mais efetiva- E quando eu notasse a merda que eu tinha falado só diria- Esquece por favor, faz essa por mim.- Teria dito colocando a mão livre na frente do rosto.  


Era um dia bem divertido apesar de uns pontos meio estressantes o convite de Azumi me vinha de forma agradável, não da pra sustentar tudo isso aqui sem comer… - Bora, mas eu pago dessa vez, sem discussão.- Era o meu jeito até fazendo bico, de retribuir o convite, porque realmente parecia muito legal e claro se ela esquecesse do que eu tinha falado, era algo vital para a minha dignidade… Se é que eu ja tive alguma mas… Foda-se, comer com ela ia ser legal, ja imaginou a reação das pessoas me vendo chegar com esse trambolho? Massa pra caralho Kyahahahahahah.  Lá , quando chegasse no local para comer, ia tentar me sentar de frente com ela, seria bem legal.
   


Histórico:

Posts: 03
Ganhos

  • Espadão que eu procuro quando tiver net uma imagem legal



Perdas:

  • 2 Keks ( metro)
  • 80 keks espadão

Ferimentos:






MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B





Combate § Status - Hp: 360/360 - SP: 600/600



Os dados da pesquisa inicial até podiam estar errados, mas mostravam uma coisa singular… Parecia um lugar que eu deveria visitar depois pela pesquisa cof cof… Mas foco, não era o lugar que estávamos indo, que por acaso era mais longe, a viagem era tranquila apesar dos balanços eu me agarrava no braço Hinata pra que ela me segurasse pelos pulos que ia dando.

Já quando chegavamos no lugar a moça era bem bonita, eu não podia deixar de reparar, o cabelo os olhos, o corpo todo bem torneado, e mesmo a assistente também, parecia um lugar muito agradável, pois ela era muito simpática além de tudo, quando eu visse o espadão minha boca ficaria aberta eu babava o chão todo com o queixo batendo na mesa.

Aquele gelinho era legal eu queria testar aquilo, entretanto a alegria de pobre dura nada… Ela começava a levar embora o espadão e eu ficava só com as mãozinhas tentando alcançar ele NAAAAAAAAAO EU QUERO ELEEEEEE a desilusão bateu forte, a gente tava na pior. E ainda no fim a gente era levado pras sobras….

É toda a mágica tinha se ido, o que Hinata falava ali não me ajudava tanto, mas ao menos eu daria alguma moral pra ela. -É verdade né? Pra que apressar?- diria dando um sorrisinho meio de canto mas ainda indo meio de lado cambaleando, com aquela enorme nuvem de escuridão acima da minha cabeça, eu procuraria espadas curtas levinhas que desse para eu usar.

Se não tivessem duas espadas curtas eu procuraria adagas, mas a preferência seria sempre pelas short sword, se encontrasse alguma que me agradasse eu pegaria comentando. -Eu vou querer essas duas e uma bainha pra colocar elas pode ser? Quanto custa?- diria já pegando as duas e se fosse os 160 keks eu pagaria naquele momento, já que era melhor eu me preparar de verdade.

Então depois de pagar estaria mais satisfeita, não era a maravilha que eu queria com gelinho e tudo, mas já daria pra eu brincar durante a Dungeon, e bom, esse é o começo, partir de baixo pra subir, e depois eu vou poder pagar por 5000 espadas dessas e armar meu próprio exército e poder invadir as dungeons que eu quiser com 5000 caras do espadão… É eu tava viajando, e se alguém olhasse pra minha cara, veria meu rosto parecendo que estava tendo um derrame, era um sorriso meio bobo de boca aberta, babando pelo lado esquerdo com um olhar meio bizarro, talvez um pouco psicótico.
Balançaria a cabeça voltando a mim mesma enquanto olhando pra ela eu sorria, se tivesse a bainha eu colocaria ela e colocaria as duas espadinhas nela, de preferência nas costas, cruzadas como um x por que isso que é estilo ninja em? Dá pra fazer todo um bom serviço com issaque. -Aí, acho que ficou tudo maneiro hehe ei Hephaistos, um dia eu vou voltar aí com grana, pra usar talvez a forja, vocês alugam né?-diria por que como Hinata mostrava alto interesse em forjar, era melhor comentar disso do que dizer que ia comprar as armas…

Por mais que eu confiasse que de fato a loira iria aprender a fazer coisas muito legais se conseguíssemos materiais para trabalhar. E depois da resposta acenaria com a mão me despedindo delas entretanto a frase de hinata me chamaria de volta a realidade já que realmente eu não corrigi ela antes. -Pareceu engraçado, e achei que você tava brincando hihihi- de fato teria sido bem engraçado se isso tivesse acontecido já de cara no começo da coisa, mas ainda bem que foi no final, se não as armas normais iam custar 300 keke hahaahha daria uma leve risadinha e canto. -É uma baita influência mesmo- diria chacoalhando os meus dois melões pra baixo e pra cima em comparativo.E ouvindo Hinata eu chacoalhava na frente dela de novo- Será mesmo?- Boing Boing, era o barulhinho gostoso de ouvir. Depois disso a conversa mudaria.

Puxaria o celular procurando por lugares que vendessem comida ali perto. Agora eu estava mesmo com fome, talvez seja  peso do aço, de muitas vidas ceifadas nas costas hehe, apesar que eu ainda não matei nada. Checaria locais mais próximos e então diria pra Hinata. -Que acha de a gente ir comer? E também da pra eu pesquisar mais no aplicativo das dungeons.- diria coçando a cabeça, antes de começar a me mover de novo.

Comentaria com ela quando caminhasse em direção que fosse sobre -Sem objeções, pode pagar- fazer o que to sem grana mesmo. E se chegássemos ao lugar eu adentraria caçando alguma mesa perto da janela e me sentaria por ela, de modo que desse pra eu olhar por ela, se não qualquer uma serviria.

Histórico:

Posts: 03
Ganhos



Perdas:

  • 2 Keks ( metro)

Ferimentos:






Senshi
Senshi
G$ 1,000

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________
The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 OPRHXmz

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 1d8wg2H


what does not kill you make you stronger.
Tank Rank-E
Legendas
FALAS SKILLL

Já imagina que os caçadores de rank alto eram poderosos, mas realmente eram além da conta. A resposta por parte de Amanda ficava claro que toda aquela pressão viria de seu poder emanando; supostamente me testando devido ao meu relato e não a culpa por isso. Seja sorte, destino, o fato é que ela não havia me matado, obviamente porque não queria. Se não fosse sua beleza e agora cortesia, certamente a frustração irromperia mesmo eu não querendo.

A diferença era absurda entre nós. Mas por outro lado, a diferença entre mim e aquele monstro no covil duplo era ainda maior. “Será que por isso eu consegui suportar a presença dela?” Se fosse fazer uma comparação entre ela e aquele estatua monstruosa, a diferença seria o mesmo que mim e ela, talvez até maior. “Ser poderoso deve ser bom. Fazer o que quiser, ir onde quiser, seria realmente a verdadeira liberdade.” Por outro lado, estaríamos livres mesmo? Digo... quanto maior seu rank, maiores são suas responsabilidades?! Bom, não são todos que almejam ajudar sua nação ou as pessoas, então pode ser equivoco meu.

A gentileza da mulher agora era visível, pois, ao me ajudar a retomar minha postura e descansar em uma cadeira parecia que aquela presença ameaçadora de antes jamais houvera existido. “Huh, dá o tapa no cachorro e depois faz carinho nele, Háhahaha.” Apesar da hostilidade dela possuir certa razão e proposito, não mudava o fato de que quase foi me tirado a vida, talvez fosse menos doloroso que resistir a ela. Todavia, não viria a reclamar afinal, ela havia salvado minha vida. Estaríamos quites, talvez.

Não só seu poder, mas cara... aquela mulher era deslumbrante. Se ela não tivesse quase me matando antes, quem sabe eu pudesse cortejar ela. “Háhahaha, eu sei que sou um Tank, mas receber um tapa dessa mulher deve ser fatal.” Acima de tudo, tentaria expor minha perseverança e respeito; não queremos ofender uma mulher como essa.

Havia tomado a água e em seguida dialogado com a mesma, tentando conquistar uma vaga naquela Guilda. Porém, a resposta pela mulher apesar de educada e bastante provável, faria ainda sim eu remoer aquele negado. ~ Háhaha já me falaram isso varias vezes. Mas sabe como é, desistir é algo que desconheço. Infelizmente eu sou um cara meio persistente, meu pai sempre dizia que: “A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável.” Sorriria apesar da resposta direta e negativa de Amanda. Não levaria para o lado pessoal, tornaria essa situação como fonte de motivação. Porque levar algo negativo, só por ser negativo. Basta inverter a seu favor, parece confuso, mas é uma forma de ver útil, ainda mais nos tempos de hoje em dia.

~ Eu agradeço profundamente sua atenção, sei que deve ser uma caçadora muito ocupada para estar disponibilizando tempo a mim. Viria a me levantar, já me sentindo melhor e como forma de agradecimento estenderia a mão para cumprimentar e prestar respeito. Sem mais delongas, viraria de costa e andaria para fora da guilda. No entanto, antes de vir a sair a caçadora me abordaria chamando minha atenção. ~ Hum? Expressaria ao virar o rosto e fintar a Hunter. ~ Ah! Eu ouvi falar desse evento mesmo. Diria ao pegar o tablet e analisar conforme a mulher continuava a indagar. “Yeah! Valeu Deus, você é o cara!” Pensava comigo mesmo tentando não demonstrar toda a motivação estonteante que viria sentir.

~ Mas é claro senhorita Dudley! Farei com prazer e lhe mostrarei minha determinação! Proferia de forma ambiciosas e resoluta, já esquecendo todo terror de antes; para que guardar rancor, não é mesmo. O problema que agora viria a me dar conta era que... eu seria líder? “Holy Shit!” Jamais havia sido alguém nesse patamar, afinal, quem em sã consciência deixaria um rank E como eu liderar? Não que eu não tenha tal capacidade, já havia liderado grupos em missões durante o exército. Entretanto, comparar liderança no exército com as Raid seria bastante idiotice.

Havia batido o punho em meu peito de forma a expressar, enquanto segurava o tablet com a outra mão. ~ Agradeço a oportunidade! Sem querer acabaria falando em um tom um pouco mais alto. ~ Ah, foi mal. Háhahaha. Soltaria uma risada descontraída enquanto caminharia até a mesa onde estaria outra caçadora, essa qual fora indicado pela Amanda.

Antes de chegar até lá, aquele maldito sistema surgia novamente. “O que! Você de novo?” Refletia ao ler a nova Quest. ~ Reunir um grupo e finalizar o portal? Falaria em um tom baixo enquanto coma mão no queixo tentava concluir: como diabos essa mensagem, seja lá o que for, sabia o que eu estava fazendo ou o que era proposto a mim. Em cima da nova mensagem que surgia inesperadamente, havia a outra Quest que era padrão e que todos dia renovava; exigindo os exercícios básicos para mim. “Ahhh nem vem, estou sem tempo pra essa palhaçada. Eu já fiz isso alguns dias, mas hoje não vai dar tempo não.” Pensava comigo enquanto observava os números ainda zerados, seja por sorte, zoação ou destino, os exercícios lá eram os que quase sempre eu fazia, então por isso nunca me importei muito com essa Quest, mas agora voltando a rotina não me daria tempo, até porque... não tinha muito motivo para eu fazer isso.

Enquanto retornaria a me dirigir até a mesa da caçadora, apertaria em aceitar a Quest para ver e entender melhor o que em si representava aquilo. Viria a ganhar algo completando? Se aquilo era um sistema, tipo aqueles de jogos, então significa que ao completar eu ganho algo, não é mesmo? Mas então... se isso for verídico, também diz que alguém ou alguma coisa está controlando meu futuro? Ou tentando assegurar ele! “Haaahh, inferno!!! Ficar pensando nisso leva a lugar algum.” Enfim, viria a esquecer isso por hora e falar com a caçadora na mesa.

~ Olá moça! Sou caçador Raegar, como se chama? Proferia com um sorriso discreto e amigável. ~ Então, a senhorita Amanda Dudley me entregou a tarefa em recrutar um time e finalizar um portal Rank-E. Ela me sugeriu falar com você para organizar o time. Se não for muito incomodo, você estaria disposta a me ajudar? Perguntaria ao coçar a cabeça e em seguida mostrar o tablet junto com as informações do portal. ~ Parece que um evento está recrutando boa parte dos caçadores de rank alto e apesar de ser um portal rank baixo, seria bom finalizar ele rápido. Faltam só 3 dias para ele vir a romper, segundo a caçadora Dudley. Se você estiver disposta a se unir em uma Party comigo, poderíamos concluir isso rápido e evitar uma catástrofe. Mesmo que seja um portal inferior, ainda sim existe bestas lá que podem criar muito caos pela cidade! Tentaria falar com calma e confiança, expondo minha vontade em não deixar que o portal venha a eclodir e gerasse desordem e mortes. Já havia visto isso e, é um cenário terrivelmente cruel.

Caso a garoto viesse a confirmar sua ajuda, sentaria em frente ela na mesa e pondo o tablet em cima da mesa, diria. ~ Talvez colocar um anuncio na internet fosse mais rápido achar alguns Hunters Freelancers, o que acha? Caso ela dissesse que seria uma boa ideia, perguntaria. ~ Só fico em dúvida em como postar o anúncio, você tem experiencia com isso? Caso ela confirmasse, retornaria dizer. ~ Poderia fazer a gentileza de criar o anuncio. Eu confesso que não sou perito nesse tipo de coisa, háhaha. Expressaria um ar risonho e descontraído, tentando esconder minha inexperiência.



Hp : 720
Mp : 240

Objetivos:
Entrar para Guild Bulldozers;
Portal rank-E;
Drop de Item;
Conhecer Aliph e Seishi;
Histórico de Aventura:

Nome do Player ~ Raegar Godheim
Nº de Posts ~ 03
Classe/Sub-Classe ~ Warrior - Tank
Rank ~ E
Perícias ~ Exploração: (+10% de lucro total em dungeons):
• Caça;
• Runas;
• Mineração;
• Armadilhas;
• Monstrologia.

Ganhos ~
~x~

Perdas ~
~x~

Ferimentos~
~x~


Skills:

~x~


ADM.Blindão
ADM.Blindão
G$ 1,000
Localização : Los Angeles, Eua

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Admin


_________________
The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 Va93oAq


Narração ~ Post 3


Reagar estava certo em uma coisa, comparar liderar um esquadrão de operações especiais com liderar caçadores  em uma raid era no mínimo uma comparação perigosa. No exército os soldados são treinados, seguem a hierarquia e são profissionais, apesar disso, até o tiro do ser mais inofensivo pode neutralizar um soldado. Já os caçadores antes de despertarem, em especial os freelancers, eram civis comuns, amadores, sem disciplina, são arrogantes, egoístas e acham que podem fazer o que bem entender, sim os riscos nas dungeons talvez sejam maiores, porém esse risco é insignificante quando se é um super humano.

De qualquer forma é inútil comparar ambos, o teste de Reagar não parecia se tratar especificamente de liderar, ele poderia muito bem apontar um outro líder, parecia ser algo mais de contrução de confiança e a capacidade de trabalhar em equipe, juntar as pessoas necessária era só a primeira etapa, e lá estava a primeira delas: Uma garota de porte médio, magra sentada no canto lendo um livro, não tinha muitas curvas porém muito bonita, de cabelo amarrado em duas grandes tranças laterais e um óculos redondo bem grande.

- Kyaaaah! - Estava tão concentrada que se assustou com a aproximação, cobrindo depois o rosto avermelhado com o livro. Algumas pessoas na boate olhavam momentaneamente, mas ao perceber quem era já voltavam aos seus afazeres. - Desculpaaaa... Eu me assustei um pouquinho… - A garota mantinha o rosto escondido, descobrindo os olhos e fitando bem o caçador que se apresentava. - Reagar…? - Mostrava então o livro completamente, se apoiando na mesa e inclinando-se para frente. - Reagar! Éééé… Que nome forte, eu gostei! Parece um Viking! Reagar Reagar Reagar, vindo das terras do norte… AAAAAAH! Eu me lembro de você, a tia Amanda te trouxe outro dia hehe. Meu nome é Rebeca! - Estendia a mão para cumprimentá-lo, puxando seu braço e analisando bem a sua mão, era uma garota excêntrica.

- Hmmmm eu não sei não… Tô meio ocupada com esse livro… E é meu dia de folga… Ei ei! Que tipo de caçador você é? Um mago poderosíssimo? Que solta flashes de luz? Talvez um daqueles Healers que te deixam imortal? Tinha um desses aqui mas ele morreu. [...] Ah… Um Tank, de Rank baixo… Entendo… Nossa deve ser uma merda ser você. Tudo bem gostei de você vou te ajudar! Senta aí!

Rebeca apanhava o tablet enquanto ouvia as sugestões de Reagar sorridente e balançando a cabeça positivamente. - Sim eu concordo, a internet é o melhor jeito de recrutar gente, não sei porque os recrutadores da guilda perdem tempo indo atrás das pessoas na associação. Tem um APP sabe? Pra caçadores, a gente pode anunciar o portal… - Ela começava a digitar. - Raid Rank E, cinco ou seis pessoas, urgência imediata… E pra dar o toque final… Anúncio pela Bulldozers. - Ela devolvia o tablet com o anúncio postado e todas as informações. - Prontinho, agora é só esperar chover notificação, todo mundo que um trampo da Bulldozers no currículo Hihihi! Quando eles se candidatarem vai ter classe, rank, é só escolher alguém e começar a conversar.

Em questão de segundos notificações começavam a chover, a maioria de alguns caçadores rank E ou D, mas quem sabe com um pouco de espera não aparecia uma proposta melhor…

***

Apesar das desilusões da vida, e cara… Gelinho… Ambas caçadores estavam agora armadas e perigosas, Hinata “Punk” Solaire com seu picolézão e Azumi “Nin-nin” Taiga com um par de espadas curtas, mais ou menos no tamanho de seu antebraço, não possuíam bainhas por serem “falhas”, mas Hestia lhe dava, de graça, “ataduras” pra cobrir a lâmina, se amarradas direitinho poderiam servir de bainha até o primeiro saque rápido.

A pergunta sobre a pedra de amolar era o que deixava a funcionária com uma cara de “é sério?”, enquanto olhava pra todas as lixadeiras elétricas na oficina, e sim ela tinha a completa razão! Em que ano da idade média essa punk pensa que estamos? Hestia olhava de um lado pro outro, até andar e tirar de uma caixa um pedaço de escama lascado, no entanto bem áspero e resistente, jogou nas mãos de Hinata simbolizando que aquilo serviria.

- 100 Keks. - Disse toda condescendente e bem baixinho pra Hephaistos não ouvir, se uma das duas reclamasse de abuso de preço ele ficaria nervosa, olhando o tempo todo pro balcão e abanando as mãos pra fazerem silêncio. - Tá bem tá bem… 20 Keks. - Parecia mais uma venda ilegal por parte da funcionária desonesta.

***

Hephaistos não podia ficar mais confusa com o escândalo de Hinata, primeiro por não entender a piada com a palavras Hepeitos, e segundo porque aquele nem mesmo era seu nome… Era Erika… Geez, quem é que colocaria o próprio nome numa loja, super cringe. - Claro! Qualquer um que souber usar um martelo é bem-vindo pra usar a forja. - Ainda sem contato visual mas ela fazia um joinha com mão. E de fato não era uma oferta ruim, a mulher era muito bem equipada… Sua forja, digo…

***

Pesquisando no celular Azumi encontrava uma lanchonete por perto. Era aquela típica americana, com mesas alinhadas na janela e no lugar de cadeiras, confortáveis sofás de dois lugares. As pessoas lá dentro ou mesmo as que viam de fora da janela se espantavam com a arma da loira. A princípio pensaram em algo como cosplay, mas ao perceber que se tratava de uma arma de verdade, preferiam só manter a distância.

O cardápio era o café da manhã simples de uma lanchonete, panquecas, waffles, torradas, ovos com bacon… blá blá blá… Ooooh! Elas bem que poderiam dividir uma torta de amoras, tão romântico…

*Turu!

Interrompendo a refeição o celular de Azumi tocava, era uma notificação do APP de Hunters, a guilda Bulldozers tinha acabado de fazer um anúncio procurando freelancers para uma guilda de Rank E. Se ela se candidata-se e Reagar, o anunciante, respondesse, os dois poderiam conversar os detalhes por mensagem.

Considerações:
Ali e Senshi no próx post eu contabilizo certinho quanto vcs gastaram

Marci: The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 697505929184149575


Última edição por DEV.Reme em Qui 23 Jul - 23:02, editado 1 vez(es)
DEV.Reme
DEV.Reme
1.000
Localização : Seul

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________



The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 TBO2FBd



Combate § Status - Hp: 360/360 - SP: 600/600



Eu não tinha acesso as tais bainhas, mas em compensação eu tinha algo muito melhor… FAIXAS NINJA, era perfeito, meus olhos brilhavam como se fossem duas estrelas saltando fora das órbitas ajustaria elas enrolando as armas nas faixas, ainda completamente abobada, era tão sei lá, mágico, era viver o sonho, nunca esperei ter uma oportunidade como essa fora de um jogo ou um computador...

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 AmpleApprehensiveFrogmouth-size_restricted

Minha empolgação tava nas altura enquanto dava alguns pulinhos ali esperando que Hinata se resolvesse… Até por que tinha a peitudinha menor por ali aparentemente resolvendo um negócio com ela… Algo tinha de me trazer a realidade no fim CEM KEKS ISSO ISSO… ERA MAIS CARO QUE A ARMA? Por que um afiador era mais caro que arma? entretanto eu nem precisava falar nada…

Hinata tinha um escorpião no bolso mesmo… Então ficaria só rindo e vendo o negócio se desenvolver, e no fim era bom saber que a loja realmente oferecia serviços de modo a realmente permitir que nós usássemos ela. De toda forma logo a gente chegava no local, onde eu olharia o cardapio logo depois de me sentar, estaria feliz assobiando desritmada, eu nunca aprendi a assobiar direito…

Olhando o cardápio o meu pedido seria algo bom para a dungeon.-Eu gostaria de pedir ovos com bacon por favor.-diria acenando com a mãozinha, bem ovos podem ser bem nutritivos, e na verdade minha preocupação era com possíveis gases vindos do ovo… Mas como eu ia me exercitar não devia rolar nenhum problema né? Acho que não…

Já imaginou na dungeon camuflada, completamente pronta pra surpreender e saltar cortando eles ao meio eee…. Pufff… Aquele barulho alto com cheiro forte surgindo de uma zona específica… Sacanagem, sabotagem total issae… Quando ela falasse da torta eu olharia pra ela pensativa, talvez a única saída fosse a flatulência no final… -Pode ser sim, acho que da pra a gente dividir, consigo comer uma porçãozinha.- mas logo meu foco virava outro quando meu celular apitava.

Eu pegaria o celular o levantando a frente de meu rosto e olhando o que a mensagem diria e caraaa… Era tudo o que a gente precisava, o universo tava presenteando a gente com uma dungeon.-Heeeeeeey DUNGEON, saiu uma pra nós aqui, olha- falava virando o celular pra ela e mostrando o que estivesse ali onde eu rapidamente começaria a nos inscrever, colocando os dados de nós duas ali, ranks e o que tinha na carteirinha, afinal, acho que duas rank C com classes bem úteis seriam bem vistas né? Pegaria a carteirinha de Hinata para por todos os dados necessários dela também.

-Eu não sei se você já viu em outro lugar também não, e se eles são legais só trabalhando pra descobrir haha- diria sem focar muito a atenção na resposta dado que eu estaria conferindo os dados que eu tivesse digitado e olhando as carteirinhas pra ver se eu não confundi alguma informação ou várias. -De toda forma, a gente não tem como ir dungeons sozinhas, então é melhor com uma guilda conhecida né?

Era uma dungeon de Rank E aparentemente então nada demais, seria ótimo como nosso primeiro treinamento e aprendizado para freelancers, quem sabe a gente então ficasse bem vista? E fosse chamada pra um teste ou algo assim. Eu comeria com empolgação e furia ao notar que agora sim as coisas estavam dando verdadeiramente certo… Se o contratante me respondesse então mandaria mensagem pra ele.

Mensagem escreveu:Olá sou Azumi Taiga, Assassina de Rank C, gostaria de saber mais sobre os detalhes da dungeon, onde devemos ir?

Histórico:

Posts: 04
Ganhos



Perdas:

  • 2 Keks ( metro)

Ferimentos:






Senshi
Senshi
G$ 1,000

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________
The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 OPRHXmz

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 1d8wg2H




Combate § Status - Hp: 3000/3000 - SP:240/240



Era muito visível o quanto Azumi tinha ficado feliz e… Fazer o que, era inevitável que eu não ficasse também, olhe aqueles olhos, o brilho deles, se tu não falar que tem vontade de proteger no mínimo você tem mais dentes na boca do que deveria. No entanto Deus me dava cada uma pra lidar que era foda, era sério mesmo que a tampinha queria me estorquir? Ta me tirando irmão? Ahhh velho, vai se foder namoral, eu até aceito pagar os 80 nessa espada mas, ainda porque eu tou na vibe do Gutão e ela me lembra…. Mas porra 100? -  COMO É QUE É VOCÊ TA LENDO OTARIA NA MINHA CARA? e então eu via ela me tentando silenciar e quase que metia um  “ Faz shiu pra sua mãe” mas… Respirei fundo, olhei pra Azumi por um momento e o quanto ela tava feliz e olhei novamente pra menina. - Ok… 20 eu até deixo passar, chispa- Diria entregando o dinheiro com Brutalidade, ainda claramente com uma cara ameaçadora.  


The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 3f544f82d1e3052659568636a2372e02


Com os negócios concluídos na real a ideia de ter ido comer era boa demais pois daria pra se divertir e comer um pouco… Sera que eu tou meio assim por conta da fome? Nah… O povo é filho da puta mesmo, eu tou é na minha razão… Chegando no local, seria bem engraçado ver as pessoas se afastando, eu me sentia meio que um misto entre alguém foda pra caralho e… Alguém bizarra, eu ia ficar com a primeira escolha, claro, se fosse pra escolher.  Olharia pro cardápio e realmente tinham muitas opções e eu não sabia muito bem o que escolher naquele momento… Eu queria algo que pudesse dar sustância mas… Um doce não me faria mal… O problema é eu não acho que eu aguentaria comer tudo sozinha. - Trás pra mim também.- Eu teria dito,  de forma menos delicada, enquanto  ainda passeava os olhos, namorando aquela torta…

- Azumi… Divide uma torta comigo? Eu não vou aguentar tudo sozinha. Eu teria dito meia sem jeito desviando o olhar e dando uma buffadinha, era meio vergonhoso de comentar algo do tipo mas… Parecia bem legal de se dividir também porque meio que… Se dividirmos a colher ou comermos da mesma região é meio que um… Beijo indireto né?   Argh… Porque eu tou pensando nessas merdas?  Senti uma vermelhidão nas bochechas que certamente acabaria com o meu estilo e isso era foda.

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 8300f30de104ab60fd211d2c8ec45d8b



Antes que eu me aprofundasse mais nos caminhos da falta-de-maneirisse o apito veio quase como um gongo para um lutador cansado a me salvar Be… Ah, Dungeon?- Eu teria dito agora prestando atenção no que ela mostrava no celular e eu falava muito mais animada - POW FINALMENTE!- Eu tiria batendo a mão na mesa empolgadaça chamando provavelmente mais atenção que devia e quando notava isso levantaria a mão e falaria - Foi mal,  circulando gente.- Eu teria dito pra qualquer curioso que ficasse ali olhando - Será que eles são legais de se trabalhar junto? Ja vi anuncio com nome parecido em algum lugar… Ou era Red Bull o energético? Eu acabaria questionando enquanto separaria a minha carteirinha pra deixar pra ela ali na mesa pra ela fazer nosso cadastro, enquanto procurei teria chamado quem quer que pudesse atender a gente - Hey Chefe! Trás uma torta de Amora também, por favor.- Teria dito enquanto pensava no que Azumi tinha dito.


- É… Realmente, acho que só chegando lá, esse trabalho deve ajudar também, já que deve ir pelo menos um deles né?-  Teria  dito com um sorriso empolgada para comer, esperando por mais noticias.

Histórico:

Posts: 04
Ganhos



Perdas:

  • 2 Keks ( metro)

Ferimentos:






Alipheese
Alipheese
G$ 1,000

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 >


what does not kill you make you stronger.
Tank Rank-E
Legendas
FALAS SKILLL

A garota havia se assustado com a minha presença, estaria ela me zoando? Como que não me notou chegando?! Ou é zoeira da parte dela, o que não parece muito, ou ela devia estar muito distraída; apesar de ser uma caçadora. ~ Perdão, não foi a intenção. Diria me desculpando com a súbita chegada ao mesmo tempo que manter-se-ia com sorriso amigável.

A menina era bastante proativa e parecia ter gostado do meu nome, até demais devo dizer. ~ Háhaha! Meu pai provem de uma família antiga de dinamarqueses, apesar de ter nascido nos estados unidos. Por isso o nome. Explicaria de forma breve após cumprimentar e achar um tanto quanto esquisita a garota, não que fosse um empecilho.

Após conversar com a mesma, pedindo sua ajuda para formar uma Party e ouvido seus comentários um tanto negativos quanto a minha pessoa, já estando acostumado, ela enfim aceitava me ajudar e agora faltavam apenas 3 caçadores para completar o time.  ~ Ótimo! Agradeço sua disponibilização mesmo em sua folga. Expressaria um sorriso carismático e um aceno com dedo de forma positiva.

Conforme ela ouvia minha sugestão para recrutar os caçadores faltantes, a mesma parecia gostar da ideia. Ela logo apanhava o Tablet e ia começando a criar o anúncio, demonstrando não ser a primeira vez dela. Já eu? Bom... sempre busquei anúncios de jornais ou noticiários, mas em grande parte era quase sempre mesmo times. Por um momento viria a expressar um rosto frio e vazio, afinal, recordaria do time que me ajudou durante muito tempo e que fora aniquilado por aquele maldito monstro. No entanto, não demoraria muito para vir a soltar um suspiro e desvair aquela sensação e memória repulsiva.

A garoto explicava existir um aplicativo especial para caçadores, o que era óbvio. Nessa era atual, realmente fazia sentido. “Havia até esquecido disso, geralmente buscava em jornais ou notícias, até pareço um velho em um sistema arcaico.” Pensava comigo enquanto retornaria a prestar atenção nas falas da... qual era o nome dela mesmo? ~ A propósito, como se chama? E qual é seu rank? Nem havia notado que ela não havia dito nada, talvez pela presença e jeito peculiar dela.

Não demorou muito para começar a surgir notificações quanto aos caçadores informando estarem interessados. Porém, a pergunta era: “Como vou escolher o time?” Bom seria lógico tentar buscar algo equilibrado, sou um bom explorador em termos de portais, então alguém apto a essa área será desnecessário. No entanto, quanto a poder ofensivo e até mesmo defensivo acabo prejudicando time. Sei muito bem que até mesmo portais rank baixo, mesmo em ocasiões raras, extremamente ratas, podem se tornar portais poderosos.

~ O bom seria equilibrar o time em ataque, defesa e suporte. Um perito em exploração; eu no caso. E um caçador especializado extermínio, se possível. Humm. Falava em um tom baixo comigo mesmo enquanto lia vagarosamente caçador por caçador. “Qualquer um iria optar por alguns ranks acima como D e C, achando que seria suficiente. Mas eu sei bem que pode não ser. Talvez um rank-B, mas seria pedir demais.” Nesse momento recebia uma mensagem que realmente chamou minha atenção. -Opa! Uma assassina rank-C! Isso com certeza fecha nosso poder ofensivo. Então viria a digitar em resposta a caçadora Azumi.


Mensagem escreveu:– Olá caçadora Azumi Taiga. Pode me encontrar na base da Guilda Bulldozers. Uma assassina de seu rank será de extrema ajuda! Se puder vir o quanto antes, fico agradecido.


Após apertar em enviar a mensagem, continuaria lendo as notificações caso viessem enquanto falaria para a Hunter a minha frente. ~ Acho que hoje é nosso dia de sorte. Uma caçadora da classe Assassin e rank-C se candidatou, está para vir nos encontrar aqui. Comentaria com um sorriso largo, estava difícil conter minha alegria em rapidamente conseguir um membro de uma classe rara de se ver. “Então já temos 3 membros na party. Faltam 2 ainda.” Pensava comigo enquanto tentaria buscar algum Hunter Warrior Fighter, Healer e/ou Mago. Viria a prestar atenção se o sistema viria a contar a tal assassina, ou se continuaria estagnado.



Hp : 720
Mp : 240

Objetivos:
Entrar para Guild Bulldozers;
Portal rank-E;
Drop de Item;
Conhecer Aliph e Seishi;
Histórico de Aventura:

Nome do Player ~ Raegar Godheim
Nº de Posts ~ 04
Classe/Sub-Classe ~ Warrior - Tank
Rank ~ E
Perícias ~ Exploração: (+10% de lucro total em dungeons):
• Caça;
• Runas;
• Mineração;
• Armadilhas;
• Monstrologia.

Ganhos ~
~x~

Perdas ~
~x~

Ferimentos~
~x~


Skills:

~x~




OFF:
Reme nem apresentou a cocota, aí é foda. hahahahaha e seishi podia ter incluido a aliph na mensagem ne poha. iuahsiuhasiuhausihaius
ADM.Blindão
ADM.Blindão
G$ 1,000
Localização : Los Angeles, Eua

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Admin


_________________
The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 Va93oAq


Narração ~ Post 4


- Nyaah! Reagar que direto… Nem toda garota gosta disso sabia? - Rebeca começava a fazer uma cena, brincando com as situação. - Perguntar assim as medidas de uma garota, seu assanhadinho. - Desviando o olhar como se fingisse estar com vergonha, ela usava uma mão para enrolar os cachos entre os dedos, enquanto a outra deslizava, pela mesa, com sua Identificação de caçadora à mostra. Talvez só alguém tão esquisito quanto Rebeca ou quem sabe nem mesmo entrando em sua mente daria pra saber por que ela age de tal forma, talvez ela não quisesse dar uma carteirada ou parecer soberba com o novato, visto que as informações de sua identidade eram as seguintes:

Name: Rebeca Dudley
Rank: B
Class: Mage
- Ah! Eu volto já! - Deixando a identidade anda na mesa, Rebeca sumia pra alguma sala atrás do bar, voltando poucos minutos depois com dois copos de café, um para ela e outro pra Reagar, trazia consigo também um potinho com bolachas salgadas, beliscando de vez em quando enquanto o caçador cuidava de ler as propostas de freelancers.

***

- Wuwe Wac Wevswa Wusso Tuwwdo? (Você acha que precisa disso tudo?) - Respondia Rebeca às observações de Reagar enquanto tinha a boca cheia, dando umas goladas no café pra descer tudo. - Eu sempre só entro lá e BAM! É só matar todos os monstros, não? - Seu rosto era um misto de confusão e inocência, talvez nunca tivesse presenciado os desastres das dungeons da mesma forma que Reagar.

Continuando sua falta de noção, dessa vez enquanto o homem se distraía trocando mensagens com Taiga, Rebeca puxava o próprio celular tirando uma selfie com Reagar de fundo e postando na própria mídia social, o que ela escreve na legenda enquanto sorria? Bom, isso só saberemos se alguém encontrar seu post.

- Sweet! - Comemorava pela aquisição da assassina rank C. - Olha só, ela fez um compre um leve dois. - Apontava pro tablet mostrando também as informações de Hinata Solaire, também uma Tank e rank C.

Caso Raegar não puxasse nenhuma conversa enquanto esperassem, Rebeca ficaria o resto do tempo se divertindo no celular lendo os comentário de seu último post no ****gram. Na janela do sistema, que aparecia irritantemente sempre que Reagar pensava na quest, as seguintes informações eram mostradas:

Sistema escreveu:

QUEST DIÁRIA

[04;59;57]


(3.5/10) Quilômetros corridos.
(0/100) Abdominais.
(0/100) Flexões.
(0/100) Agachamentos.




NOVA QUEST

[70;40;30]


• Reúna (2/5) caçadores
• Complete a Dungeon designada por Amanda Dudley
| Aceitar | | Recusar |

A quest misteriosa não parecia contar as duas novas caçadores por enquanto, apenas Reagar e Rebeca. Dando prosseguimento ao aplicativo, haveriam outros candidatos no qual o homem poderia escolher ao bel prazer, vários ranks D de diversas classes; Atiradores, Magos, Guerreiros, Assassinos… A única Healer disponível no entanto, parecia ser uma caçadora de Rank E sem nenhuma experiência.

***

A garçonete dava uma risadinha com o jeito meio tsundere de Hinata ao pedir a torta, não era nenhuma atendente novata, na verdade se tratava de uma senhora, provavelmente dona do lugar, não tinha medo de demonstrar seu divertimento com o casal, diferente das pessoas que corriam da espada, muito pelo contrário, aquela senhora foi criada nos bairros mais barra pesada de Los Angeles, e botaria qualquer caçador almofadinha que quisesse se engraçar pra correr.

- Claro pode deixar, eu trago tudo em brave docinho. - Dizia enchendo as duas canecas já na mesa com um café fresquinho. Parecia ser serventia da casa.

***

Os ovos e bacon demoravam mais um pouco, isso é se fossem necessários, pois a torta, previamente preparada e esquentada no forno já pré aquecido chegava não muito mais que dois minutos depois. - Aqui está querida, a melhor torta da Califórnia. - O vapor que saía da comida trazia o leve aroma de frutas vermelhas que hipnotizam qualquer um. Na mesa era posto o prato com a grande porção e dois garfos. Azumi estava distraída demais com o celular para perceber, mas a garçonete tomava um dos dois garfos enquanto piscava pra Hinata antes de sair, sobrando apenas um talher pras duas dividirem. Isso que eu chamo de um b-b-b...Beijo i-indireto? Owo

Caso Hinata, num ataque de fofura vergonha olhe para a senhora que lhes servia, a mesma usaria o garfo tomado para encenar pegando a torta e entregando na boca de alguém na frente dela, bom… Neste caso, o vento. Mas estaria ela sugerindo algo? Talvez ensinando Hinata o que fazer nessas situações, e logo em seguida voltava pra dentro da cozinha.

Não muito após a torta acabar chegaria os ovos com bacon, também duas porções no mesmo braço e nenhum talher extra, talvez só uma faca à mais. No fim o café da manhã estava delicioso, e custaria míseros 25 Keks sem gorjetas inclusas, no qual poderiam deixar na mesa caso tenham se sentido satisfeita com o serviço. Só o que não vale é negativar o restaurante na internet pela falta de talheres.

Dali, caso fossem direto para a Bulldozers, a pesquisa na internet apontaria diretamente para uma boate, e caso já soubessem do fato ou pesquisassem sobre a guilda, seria fácil notar que aquele de fato era a base de operações de uma das maiores guildas do país… Sim, uma boate… Que ficava a 30 minutos de metrô e uma caminhada leve pra se livrar dos gases antes que entrassem para a ação.

Considerações:
Ali:
• -2 keks metrô (post 2)
• -80 keks arma (post 3)
• -20 keks pedra de amolar (post 3)
• -25 keks café da manhã (post 4)
• -XX Keks gorjeta?? (post 4)
Senshi:
• -2 keks metrô (post 2)
• -80 keks arma (post 3)

Marci: The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 697505929184149575
DEV.Reme
DEV.Reme
1.000
Localização : Seul

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________



The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 TBO2FBd



Combate § Status - Hp: 360/360 - SP: 600/600



Um sorriso gigante poderia ser visto na hora que a mensagem era respondida, e eu rapidamente iria responder o assunto.

Mensagem escreveu:Certo, estamos indo para aí

Estava bem distraída e empolgada com a ideia que tinha surgido, e naquele ponto olhando para Hinata com os olhos brilhando eu diria. -Conseguimos, vamos para a Bulldozes resolver isso depois de comer.- e assim voltaria meu olhar para ela enquanto vendo a torta ficaria com a boca cheia de água.

E então quando visse que ela tava com uma colher na frente do meu rosto eu não entenderia nada… Na verdade por que exatamente isso tava rolando? Não tinham outras colheres será? Bem… Eu deveria pedir outra colher? Eu não tinha entendido bem qual era a daquele momento…

Admito que gosto de comer rapido e sem rodeios, e isso não era bem das minhas preferências, parecia não pratico… Eu ia demorar um belo tempo pra entender do que se tratava, até que perceberia mais ou menos, isso era aquelas coisas de filme? Do tipo que uma pessoa da comida na boca da outra?

Bem, eu só aceitaria a gentileza, por mais que ainda estivesse confusa logo abriria a boca deixando que ela colocasse a comida ali. -Bem, a torta ta gostosa, parece no ponto né?-diria depois de mastigar e engolir, e bem, eu retribuiria o favor pegando a colher e levando para a boca dela.-É assim né?- diria olhando dessa vez para o rosto dela.

Agora eu tinha entendido o clima, vendo ela corada, e toda a cena, agora com maior atenção eu tinha entendido, era um momento um pouco fofo e constrangedor, e bem aquela sensação começava a tomar conta de mim também. Minhas bochechas adquiriram um rosadinho pequeno característico. E entregando a colher de volta pra ela pegaria nas bochechas dela apertando de leve com o polegar e o indicador, nas duas falando.-Olha quem fala... diria sorrindo pra ela, olhando bem nos olhos dela e me sentando denovo, com a boca aberta esperando mais comida.

Eu então daria uma risadinha e na hora que eu ia começar a falar sobre o que ela tinha dito, eu só via a colher na boca mas mesmo assim eu murmurva de boca cheia.-XHUAAPSHU ashuahhasu shaw ahshua shua shau shu shu (Parece que temos um momento de sinceridade aqui)- E assim seguiria revesando com ela em quem alimentava quem, até o fim da torta e depois dos ovos com bacon.

Quando tudo terminasse, assim que ela me chamasse sairia junto dela do ambiente caminhando saltitante, enquanto pegava o celular e pesquisava pela localização da bulldozers assobiando. Estava bem feliz com o momento e logo iria para o local, e bem, quando chegássemos ao lugar e visse que era uma boate…

Eu realmente me perguntaria da procedência dessa missão. -Olha só… A coisa ta mesmo certa?-diria pegando o celular e pesquisando até encontrar e entender que de verdade era mesmo isso. -É isso mesmo em...- respiraria profundamente, e olharia para ela-Pelo menos parece bem chique em?- diria apenas dando de ombros e começando a entrar no lugar, onde eu tentaria achar alguem que eu pudesse falar, um atendente ou algo assim.

E se conseguisse ver alguém desse tipo já diria. -Sabe me dizer onde posso achar Raegar, estou aqui pra um portal rank E, eu e a Hinata aqui. e se essa pessoa não soubesse me dizer eu sairia tentando catar alguma informação… Para não me perder de Hinata eu seguraria sua mão se o lugar estivesse muito cheio e ajudaria ela a se guiar pelo salão.


Histórico:

Posts: 05
Ganhos

  • Duas espadinhas curtas.

Perdas:

  • 82 Keks (Metro & Arma)

Ferimentos:




off:
Tinha um cadastro na missão que colocava todos os dados, daí achei desnecessário por o cadastro pra missão ser feito antes kkkkk tinha colocado na narração todos os dados referente a Aliph e a mim, a mensagem é só pra entrar em contato dado que as outras infos foram feitas no cadastro.



Senshi
Senshi
G$ 1,000

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________
The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 OPRHXmz

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 1d8wg2H




Combate § Status - Hp: 3000/3000 - SP:240/240



Era até mesmo um pouco difícil esconder a minha empolgação, na real acho que mesmo que eu tentasse eu falharia miseravelmente, pois não sou boa com essas coisas de disfarce não, provavelmente eu seria o tipo de pessoa que em um ataque surpresa acabaria gritando e revelando a minha posição por pura empolgação, no entanto a senhora que atendia era bem de boas, o que tornava tudo mais tranquilo, onde com o café eu já teria tomado um pouco, enquanto observei Azumi responder ao celular.  E com a torta chegando por um momento até teria esquecido de qualquer outra coisa, até notar o talher único! Ahhh, eu tenho falado as coisas que eu penso novamente e não notei? Olhei para a garconete sem entender muito, com as bochechas meio quentes e em um movimento firme de levantar o dedão, fazendo um joinha eu saquei a dica,  caraca, puta sabedoria desbalanceada bicho,  me deu uma puta ideia boa.


The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 Tenor

Eu teria pego uma garfada da torta e com a outra mão por baixo começava a aproximar de  Azumi enquanto a respondia -Hm… Então está decidido!- Teria dito com um sorriso no rosto, enquanto esperava ela assoprar ou abrir a boca para que eu a servisse, se ela me perguntasse o porque eu estava fazendo aquilo, teria sido uma puta mancada porque seria difícil de explicar - Um talher… Gentileza eu acho… Pareceu legal de fazer isso.- Teria dito da melhor forma que eu não ficasse ainda mais bizarramente envergonhada com aquilo porque bicho… Tava difícil.

Vendo a feição meio confusa e talvez até relutante eu me perguntava se aquilo havia sido legal ou não mas… Se não foi, a culpa é da garçonete, eu só ouvi alguém uma vez na vida e olha as coisas que eu me submeto, é foda.   Então teria pego um pedaço pra mim e tendo em mente o que havia acabado de acontecer, eu quase que comecei a rir, um pouco empolgada e constrangida por estar gostando daquilo mas, tentando manter a postura de durona, enquanto mais vezes a teria servido, ta achando o que? Tem problema em ser ca…. Ca… Carinhosa com a morena não né?  Se tiver, foda-se  isso não afeta a minha postura. Então quando ela sugeriu fazer o mesmo, eu só teria dito quase morrendo de vergonha -P-Ponto certissimo.- A merda da minha voz teria saído até esganiçada, que merda… Teria então fechado os olhos a aberto a boca, na tentativa de que com os olhos fechados, disfarçasse toda a vermelhidão que eu tinha no rosto.

Na real aquilo era legal pra caramba, vou ter que dar uma boa gorjeta… Abriria primeiramente só um dos olhos, a observando antes de abrir o outro, meio desconfiada e vendo que ela havia entendido um pouco o porquê eu estava meio que muito empolgada com aquilo, teria então estendido a mão para que ela e desse o garfo para eu fazer o mesmo por ela e teria apontado com ele para a própria bochecha e dito - Elas ficam bonitinhas quando estão assim.- Eu teria dito em relação ao rosadinho do rosto dela, ignorando completamente o fato de que eu já estaria um tomate, obviamente porque era conveniente pra mim ignorar esse fato enquanto eu me prepararia para  continuar com o revezar, mas ela me pegou desprevinida - É… É… muito sol, é só isso…  Não é como se eu tivesse feliz pelo beijo indireto ou algo assim.- E me tocando da merda que eu havia falado eu havia só assobiado, pois claramente eu disfarçava muito bem e totalmente ela não teria ouvido a segunda parte… não teria ouvido a segunda parte…

Quando ela fosse falar alguma coisa agora, eu usaria da torta como a minha arma, era demais para que eu respondesse adequadamente a própria merda que eu havia falado e encher a boca dela de torta seria a minha arma naquele momento, até que ela me parasse. Ainda diria - Desculpa, com a boca cheia eu não entendo nada hahaha.- e com isso  terminaria a refeição junto a ela… Tinha sido bem divertido. - Vamos lá?- Teria dito deixando os 25 que haviam sido cobrados, com um adicional de 10 de gorjeta que a ideia foi bem maneira mesmo. Pegaria meu espadão e seguiria Azumi, olhando feio pra quem olhasse pra ela por muito tempo e a ajudando a desviar das pessoas enquanto pesquisava.


Enquanto estava no metro, eu teria usado a pedra de amolar, pra tentar recuperar pelo menos um pouco do fio da arma e certamente nunca que isso seria a parada mais estranha que alguém ja teria visto no metro em L.A se alguém encarasse eu só falaria - Qualé meu irmão? Quer testar o fio? Então cuida da sua vida!- Eu teria dito realmente de modo a dar a entender que se a pessoa caçasse confusão, eu estava  em dobro ali.

No entanto vendo a boate eu só teria me perguntado  QUE? AS COISAS ESTÃO ESCALANDO RÁPIDO DEMAIS, PERA AI! Eu teria arregalado os olhos, olhando confusa para Azumi - É aqui mesmo que é o local de encontro? -  Eu teria arqueado a sobrancelha, pensando se não havia sido um site suspeito que ela havia clicado sem querer. E quando ela confirmou eu só teria pensado -Se é isso mesmo… Só vamos, não é o cenário de guild que eu imaginei mas… É ainda mais dahora .- Teria entrado junto enquanto olhava os arredores, procurando ver se havia alguém com cara de que havia chamado ou algo do tipo, enquanto me mantive próxima dela.

Até que ela falava sobre o nome de quem havia entrado em contato… Raegar... Eu imaginava pelo nome no mínimo um nórdico de 2 metros e meio bombadaço, então se não visse nada do tipo… Pera ela ta segurando a minha mão? Eu teria ficado meia sem jeito mas mantinha a cara de durona… Apesar que uma pessoa tendo a mão segurando não é tão intimidante… Foda-se se alguém batesse de frente, eu bateria também.
 
Histórico:

Posts: 05
Ganhos



Perdas:

  • 2 Keks ( metro)

Ferimentos:






Alipheese
Alipheese
G$ 1,000

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Rank B


_________________

The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 >


what does not kill you make you stronger.
Tank Rank-E
Legendas
FALAS SKILLL

Admito que fiquei meio confuso com o diálogo entre mim e Rebecca, mas preferi apenas disfarçar com um sorriso e risada carismática. “Medidas? Do que diabos ela está falando?” Ficava matutando em qual sentido a conversa havia chegado, apesar de não demonstrar o desentendimento.

A carteira de caçador da jovem era mostrada, junto ao sobrenome e rank da mesma. “Hééééh!!! Uma maga de rank B!? Sério isso?” Os olhos haviam esbugalhados, impressionado pelo fato de nem se quer supor tamanho poder por parte da irmã de Amanda. “As duas despertaram com rank’s altos, será sorte?!” Pensava comigo logo ao deixar o pensamento desaparecer. ~ Você sendo irmã de Amanda e possuindo esse rank, sua ajuda será ótima Rebecca. Diria deixando escapar um olhar um tanto invejoso, mas que logo retornaria ao normal.

Conforme a conversa continuava, a maga questionava meu método tático para com o time. “É lógico né! Pra você é fácil ir em qualquer portal abaixo do rank B e apenas sentar a porrada. Tsc.” Não deixaria o pensamento frustrante ser expressado, pelo contrário, diria de forma mais animada possível. ~ Ah! Mas é claro! Com seu rank torna as coisas mais acessíveis. Táticas foram inventadas, até mesmo as artes marciais, com único propósito de suprimir a falta de poder para com o inimigo... simples assim. “Apesar de que eu não sou nenhum estrategista especial, sou mais um jogador com experiencia, só isso.” Não viria a expor o pensamento, mas naturalmente ele surgiria para me lembrar de que mesmo com um pouco de experiencia, ainda havia muito o que aprender.

~ Espero que você não se ofenda Rebecca, mas os portais são muito irregulares. Mesmo em portal de rank baixo, infelizmente existe uma ínfima chance de você se deparar com um Boss tão poderoso que jamais iria imaginar. Eu sabia bem disso, não falava com intuito de assustar ou parecer arrogante, apenas comentava para responder ao questionamento da mesma.

Enquanto a maga continuava comento, permaneceria olhando as pessoas disponíveis para o grupo. Afinal, havia aquela maldita Quest que não parava de aparecer. “AHHHH! Isso é muito chato.” Refletia comigo ao olhar as duas Quest em abas aberta. Faria um movimento para aceitar a nova quest. ~ Não estou perdendo nada mesmo. Diria em um tom baixo até clicar, de forma imaginaria, o local “Aceitar”. Já a outra deixaria minimizada. “Isso parece um tipo de sistema de jogo, mas não explica nada.” Pensava comigo por alguns instantes até soltar um suspiro e voltar a olhar o celular.

Não demorou muito para a tal caçadora assassina responder a minha solicitação e dizer que viria ao meu encontro. ~ YES! Uma maga de rank alto; Duas caçadoras de rank médio e ofensivo, isso é muito bom. Será que hoje é meio dia de sorte? Falaria de forma empolgada, até lembrar de quase morrer momentos atrás com a caçadora Amanda. ~ Háhahaha. Soltaria uma risada um tanto nervosa e em seguida largaria o celular em cima de mesa e viria a encostar as costas no banco da mesa e olhar para o teto durante uns minutos.

“O sistema ainda não assimilou as outras caçadoras... será que é porque ainda não aceitaram verbalmente ou porque ele ainda acha que elas não iram?! Isso é muito confuso. Ele exige que eu faça os exercícios que quase sempre fazia, mas agora me obriga. Eu nunca deixei de fazer, porque era algo habitual de minha rotina. Mas depois do acidente com meu grupo naquele portal e com minha internação, essas mensagens que só “eu” posso ver começaram a surgir constantemente. Ainda me lembro que no fim daquele salão havia surgido algo para eu aceitar, mas tudo parece meio confuso quando tento recordar melhor. A única certeza era que aquele Boss sem dúvidas era de nível alto, beeem alto. Ainda não sei em que rank comparar ele, mas que não era rank D, nem a pau.” Fechava os olhos e então viria recordar aquele sorriso diabólico, arrogante e excêntrico.

“Meu pai tinha mania de dizer que duas cabeças pensam melhor que uma, mas sinceramente não me sinto confortável em falar sobre isso com alguém. Na verdade, mesmo se eu viesse a revelar para alguém acho que nem acreditariam, nem acreditam que eu sobrevivi há aquele portal. Imagina dizer que existe mensagens e Quest que aparecem do nada. Sem contar que eu nem sei explicar “o que” é esse negócio. Sei que caçadores que despertaram uma segunda vez obtiveram seus ranks elevados e poderes únicos. No entanto, eu não tive nenhum dos dois. Nem sei dizer se foi um duplo despertar. huuum!” Sacudiria a cabeça e voltaria minha atenção a maga a minha frente, afinal, ficar matutando mais aquilo não levaria lugar algum. Tinha oportunidade de entrar em uma boa Guilda e ainda por cima bons membros do grupo, estava com a faca e o queijo na mão e não desperdiçaria essa ótima oportunidade.

Caso os caçadores demorassem para chegar, acabariam pedindo alguns ovos fritos, frango e uma água para me alimentar; pagaria se fosse necessário. Assim que avistasse as Hunter, viria a me levantar e fazer sinal para as mesmas, já tendo em mente suas aparências devido ao aplicativo conter imagem e alguns dados. ~ Oiiii!! Aqui mesmo caçadora Azumi e caçadora Hinata! Assim que as mesmas se aproximassem, viria a lhes cumprimentar de forma amigável e diria de forma cortês. ~ Sentem-se por favor. Em seguida, me apresentaria novamente. ~ Eu sou Raegar Godheim, Tank Rank-E. Essa é minha parceira de time Rebecca Dudley; uma maga rank-B! Prazer lhes conhecer pessoalmente. Comentaria de forma bastante empolgada.

~ Como eu havia dito, o portal rank-E está com poucos dias para se romper. Fui incumbido de liderar o time, apesar de meu poder ser bastante... precário. Não possuía vergonha em admitir. ~ No entanto! Podem contar comigo na linha de frente, afinal, esse é o papel de um Tank! Falaria com orgulho de minha classe ao bater no peito de forma revigorada.

~ O portal em si não deve ser muito poderoso, só tem poucos dias para vir se tornar um problema. Apesar daquele maldito inferno ter ocorrido comigo, durante minha ultima Raid, era muito raro portais de baixo rank serem locais complexos ou fortes. Exatamente por isso existia a divisão de rank entre os portais. Porém, ainda sim, o portal rank E me dava muito trabalho. Era uma dura realidade, mas isso não seria motivo para me fazer desistir. Ainda mais com esses membros atuais conseguia não ficar pensando naquela invasão ao qual meu time fora aniquilado. Esse time também era forte, só faltava um pouco de sincronização.

~ Eu confesso que não cheguei a ver detalhes de pagamento, mas se vocês estiverem sem guilda e mostrarem um bom resultado, tem a chance de entrar na Bull. Apesar que seus ranks já facilitam bastante, Háhahaha. Diria de forma carismática enquanto finalizaria um uma risada descontraída. ~ Mesmo que a senhorita Dudley não tenha passado os detalhes de pagamento, mas tendo em mente o rank do portal não deve ser muito alto. Todavia, com nosso time atual deve ser uma invasão rápida de algumas horas. E se vocês não possuem muita experiencia em Raid’s, será ainda melhor para vocês adquirirem conhecimento. Eu sou especialista em exploração, facilitará um pouco nosso deslocamento até o Boss. Então vale bastante a pena, o que vocês me dizem? Terminaria de proferir tentando mostrar que apesar do valor não ser muito alto, mesmo que elas não tivessem experiencia, por algumas horas para limpar o portal valeria bastante.



Hp : 720
Mp : 240

Objetivos:
Entrar para Guild Bulldozers;
Portal rank-E;
Drop de Item;
Conhecer Aliph e Seishi;
Histórico de Aventura:

Nome do Player ~ Raegar Godheim
Nº de Posts ~ 04
Classe/Sub-Classe ~ Warrior - Tank
Rank ~ E
Perícias ~ Exploração: (+10% de lucro total em dungeons):
• Caça;
• Runas;
• Mineração;
• Armadilhas;
• Monstrologia.

Ganhos ~
~x~

Perdas ~
~x~

Ferimentos~
~x~

NPCs/Players~
Amanda Dudley;
Rebecca Dudley;
Azumi Taiga;
Hinata Solaire;


Skills:

~x~


ADM.Blindão
ADM.Blindão
G$ 1,000
Localização : Los Angeles, Eua

MENSAGENS

Æther

DINHEIRO
Admin


_________________
The Good, The Bad and... The... Reaper? - Página 2 Va93oAq

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Layout desenvolvido por Roevs, Remenuf e Mizzu
SOLO LEVELING RPG (2018 - 2020)